A fibra de carbono é uma fibra sintética composta de filamentos finos e longos de átomos de carbono. Com junção desses milhares de filamentos, formam-se os  fios, que posteriormente podem ser utilizados por si só ou na forma de tecidos.

 

     Sua classificação se da pelas propriedades mecânicas e são denominadas de:

 

  • > Alta Resistência (HS – High Strengh)
  • > Baixo Módulo (LM – Low Modulus)
  • > Médio Módulo (IM – Intermediate Modulus)
  • > Alto Módulo (HM –High Modulus)
  • > Módulo Superior (UHM –Ultra High Modulus)

 

     Atualmente existem diversos tipos de tecidos e tramas disponíveis no mercado, possibilitando inúmeras variáveis no processo de fabricação de peças. A escolha correta requer conhecimento de qual tipo de fio(classificação e orientação) e de qual tipo de tecido utilizar, visando sempre aprimorar as propriedades finais do produto.

 

      Quando sozinhas, as fibras de carbono não são apropriadas para uso, porém, ao serem combinadas principalmente com resinas termofixas(epóxi, poliéster, estervinílicas ou fenólicas) resultam em um composto com excelentes propriedades mecânicas, químicas e físicas.

 

     Um dos processos de combinação da fibra de carbono com a matriz polimérica termofixa, é o processo de produção da matéria prima na forma de Prepreg (pré-impregnados). Podendo ser moldado principalmente pelo processo de compressão à quente, os prepregs estão sendo cada vez mais utilizados nas indústrias de compósitos, devido à sua facilidade no manuseio, propriedades constantes e alta qualidade no acabamento da superfície da peça.

 

     As propriedades do composto reforçado com fibra de carbono, tais como, elevada resistência mecânica, baixo peso, elevada resistência química, tolerância à altas temperaturas, radiotransparência e baixa expansão térmica, fazem com que sejam constantemente utilizados nos seguintes setores industriais:

 

  • > Indústria da construção civil
  • > Setor Médico
  • > Indústria automobilística
  • > Indústria aeronáutica
  • > Indústria naval
  • > Partes estruturais de aeromodelos, automodelos e Drones

 

     A utilização de compostos reforçados com fibra de carbono está em constante crescimento no mercado mundial. Sua taxa de crescimento depende principalmente do custo de produção, que atualmente faz com que esta fibra seja utilizada apenas em aplicações nobres, porém, com o constante desenvolvimento de novas técnicas de obtenção, seu custo tende a reduzir e consequentemente poderá ser utilizado em novos produtos.